960x300

Roraima é citado como destino tendência para o turismo em 2022 

Turismo em Roraima
Aprovado PL que reduz cálculo-base do ICMS em produtos importados via remessas postais ou expressas
Revisão de dados indica recuo em número de jovens nem-nem
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista

Roraima ganhou mais um destaque dentro do cenário turístico nacional. Desta vez, o Estado foi citado pelo MTur (Ministério do Turismo) como destino tendência para o turismo em 2022, no periódico especial Tendências do Turismo, da RIMT (Rede de Inteligência de Mercado do Turismo), que compõe a pasta ministerial. Essa é a primeira vez em que o Estado é citado como tendência pela revista.

No total, a publicação destaca 25 destinos tendências em todo o Brasil e, além da capital, Boa Vista, que representa o Estado no artigo, outros três destinos da região Norte foram destacados, sendo eles Alter do Chão e Belém, no Pará, e o Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins.

O governador Antonio Denarium comemorou o destaque dado pelo Ministério do Turismo e ressaltou que o trabalho voltado para o setor realizado pela atual gestão tem rendido grandes frutos para o Estado.

“A nossa gestão sempre se mostrou disposta a dar condições para fomentar o turismo aqui em Roraima. Isso porque a gente entende que esse setor trará muitos resultados, não só economicamente, mas nos tornará um importante roteiro para os turistas do Brasil e do mundo e esse destaque é a prova de que estamos no caminho certo”, frisou Denarium.

A publicação traz um compilado de informações que apontam o que estará em alta entre viajantes este ano e que podem ajudar a orientar na tomada de decisão de profissionais e gestores do turismo em todo o Brasil. Para a revista, foram utilizados dados colhidos de relatórios de instituições e empresas nacionais e internacionais que trabalham com turismo, além de matérias de diferentes veículos especializados.

O diretor do Departamento de Turismo da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo), Bruno Muniz de Brito, enfatiza que essa menção como destino tendência é fruto do trabalho que o Governo de Roraima vem realizando em várias frentes, como a divulgação, promoção e ampliação dos nossos atrativos turísticos, além dos serviços de infraestrutura nesses locais.

Outro destaque apontado pelo Diretor vem por conta das RAI (Rotas Amazônicas Integradas), que permitiu uma maior divulgação do turismo de Roraima e de todos os estados da região Norte do Brasil.

“Essa é outra grande entrega nossa que vem sendo feita esse ano para todo o setor. O crescimento da malha aérea para Roraima nos últimos anos, principalmente do ano passado pra cá, com a retomada do turismo, a edição de um plano estadual, o Turismo 2030, que prevê diversas ações para desenvolver setores estratégicos nas regiões turísticas e nos municípios turísticos do estado, além da RAI e de integração entre os estados do Norte vêm fortalecendo todo trabalho que nós estamos fazendo”, pontuou ele.

Vale ressaltar que, recentemente, o setor de Turismo, que antes fazia parte da estrutura da Seplan (Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento), foi incorporada à Secult, ganhando status de secretaria. Com isso, mais investimentos deverão ser feitos com o intuito de alavancar o setor.

Fonte: Secom Roraima

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

PF prende passageiro em flagrante por crime de usurpação de bens da União
Revisão anual dos servidores estaduais vai ser discutida durante audiência pública na ALE-RR
Aprovado PL que reduz cálculo-base do ICMS em produtos importados via remessas postais ou expressas
PRF apreende semirreboque adulterado em Roraima
Sindicatos de servidores estaduais solicitam apoio de presidente da ALE-RR para reajuste salarial
PRF prende motorista por Uso de Documento Falso no Cantá
Assembleia Legislativa cria comissão especial para apurar indícios de irregularidades no Governo de Roraima
População pode sugerir prioridades de investimento para Roraima