960x300 (1)

Ação promove alteração em nome e gênero de pessoas trans

Atendimento gratuito
Prefeitura lança edital de chamamento para área de alimentação do festival Mormaço Cultural
Banco Central comunica vazamento de dados de 39 mil chaves Pix
Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 9 milhões
Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio estimado em R$ 120 milhões

A retificação de nome e gênero não é apenas um sonho, mas um direito. A Defensoria Itinerante realiza nesta sexta-feira (28), em Boa Vista (RR), o agendamento para entrada no processo de alteração do documento de pessoas trans, trangêneros e travestis.

O serviço será ofertado durante evento da Associação de Travestis, Transexuais e Transgêneros do Estado de Roraima (ATERR), das 8h às 12h, na rua Lindolfo Bernardo Coutinho, 1451, bairro Tancredo Neves. É necessário apresentar RG, CPF e comprovante de residência.

O defensor público-geral, Stélio Dener, explica que a retificação, sem necessidade de cirurgia de redesignação sexual, é possível desde 2018, e que um dos trabalhos da Defensoria Pública do Estado de Roraima (DPE-RR) é garantir que esse direito seja cumprido. 

“Há muitas pessoas que passam por situações vexatórias, porque o nome no documento não condiz com a aparência física. Há ainda quem desconheça que um dos serviços da DPE é a garantia dos direitos humanos fundamentais relativos à identidade de gênero. A retificação é importante para que essas pessoas sejam reconhecidas pelo que são”, ressaltou Dener.

A ATERR atua em Roraima há 15 anos e, durante parte dessa trajetória, passou a ter a DPE-RR como parceira em mutirões para retificação. Conforme Kelly Sales, secretária da associação, a mudança de nome e gênero no documento é extremamente importante, e a Defensoria tem ajudado nesse momento de libertação.

“A participação da Defensoria é de suma importância, porque é uma aproximação com a população LGBTQI+ e, principalmente, as trans. A Defensoria sempre foi nossa parceira em todas as nossas demandas e reivindicações. A retificação de nome é algo muito importante para as pessoas trans. Passamos por muitos constrangimentos, como eu mesma já passei. Fazendo essa retificação do nome, fica muito melhor. A gente se sente liberta, é muito gratificante. Só temos a agradecer a parceria da Defensoria com a ATERR. Isso é algo excelente e importantíssimo para a comunidade LGBTQI+”, disse.

OUTROS SERVIÇOS – Além do agendamento para retificação, a comunidade também poderá receber durante o evento atendimentos e orientação jurídica sobre ação de alimentos, solicitação do Registro Civil (1ª via e 2° via), cumprimento de sentenças de alimentos, desarquivamento de processos, tomada de decisão apoiada, Interdição/Curatela e divórcio sem bens.

ATENDIMENTO – Caso a pessoa interessada não possa comparecer ao evento, é possível solicitar o agendamento por meio do DPE Zap Cível (95) 98104-2048, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h.

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

TSE vai enviar observadores para eleições na Venezuela
Secretaria Especial da Mulher da ALE-RR já confeccionou 30 perucas este ano e segue com arrecadação de cabelos
Ministério Público denuncia policial penal pela morte de agente de saúde
Grupo Galpão realiza oficinas de teatro gratuitas em Boa Vista
Programa de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa participa de seminário sobre tráfico de pessoas e a proteção à criança
Polícia Civil apreende cocaína e munições com garimpeiro
Inscrições no processo seletivo para contratação de técnico especializado em Língua de Sinais vão até 17 de julho
Argentina vence a Colômbia e se torna a maior campeã da Copa América