Trend do ‘Clique aqui’: entenda como recurso de acessibilidade está sendo usado para mensagens ocultas nas redes sociais

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista
Motociclista morre após ser atingido por carro dirigido por jovem bêbado no Sul de Roraima
Desenvolve RR faz prospecção de clientes durante feira em Normandia

Imagem de seta com o texto ‘clique aqui’ viralizou no X, antigo Twitter, mas muitos usuários não entenderam sobre o que se trata. Ferramenta ‘ALT’ de transcrição de imagem traz possibilidade de incluir mensagens ocultas. Imagem de fundo branco com uma seta e o texto “Clique Aqui” viralizou no X.
Reprodução/X
Quem abriu o X, antigo Twitter, nesta sexta-feira (29) deu de cara com várias contas oficias de influencers, usuários comuns e até empresas que postaram a mesma imagem: um fundo branco com uma seta e o texto “Clique Aqui”.
Mas nem todo mundo entendeu como funciona essa nova “trend”, que usa um recurso de descrição de imagem originalmente criado para a acessibilidade de pessoas com deficiência para deixar mensagens ocultas.
“Do nada minha timeline cheia de clique aqui”, “que p*** é essa de clique aqui?” e “não aguento mais esse clique aqui” foram alguns dos comentários dos usuários confusos.
Print de post no X com a mensagem: “A rede social X amanheceu assim no dia 29/03”.
Reprodução/X
Descrição de imagem
A descrição de imagem, também chamada de texto alternativo, é uma forma de aumentar a acessibilidade para pessoas cegas, com baixa visão, ou que usam programas de leitura de texto.
No X, ela é representado pelo selo “ALT” que aparece ao clicar sobre uma imagem, e não foi criada agora. Na página oficial da rede social há um tutorial que ensina como utilizá-la.
Por exemplo, se o usuário posta uma foto de uma flor, há a possibilidade de acrescentar uma legenda acessível que descreva aquela imagem, como algo do tipo: “Foto mostra a mão de uma pessoa segurando um botão de rosa vermelha sobre um fundo escuro”.
Mas a trend do “Clique aqui” usa o recurso para escrever mensagens não relacionadas à imagem. Páginas de empresas usaram para fazer propaganda de produtos ou serviços, influencers usaram para divulgar horários em que fariam transmissões ao vivo, e muitos usuários publicaram palavrões ou piadas.
O movimento gerou críticas de quem considera que as pessoas com deficiência estão sendo prejudicadas.
“As marcas entrando nessa de Clique Aqui desvirtuando o real propósito da aplicação que é permitir que as pessoas com deficiência visual ‘vejam’ o que tem na imagem 🤡”, escreveu o usuário da conta @STENl0.
Já o jornalista Rodrigo Alves, do perfil “Vida de Jornalista”, usou o próprio recurso ALT para fazer a crítica.
“Se você é uma pessoa cega, a imagem da trend é a frase Clique Aqui e uma seta apontando para o ALT. Se você não é uma pessoa cega e clicou no ALT só pela trend, faz favor de tomar vergonha e passar a usar a ferramenta pra descrever as imagens, assim pessoas com deficiência visual também conseguem saber o que você postou 😉”, escreveu.
Post do perfil “Vida de Jornalista” critica a trend que usa o ALT para fins que não sejam descrição de imagem.
Reprodução/X

Fonte: UOL

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Empreendedores participam de oficina sobre Microcrédito Consciente
PRF em Roraima apreende arma de fogo, ouro, minérios e combustível contrabandeado
Curso de edição de fotos e vídeos para celular aprimora habilidades de servidores da ALE-RR
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista
Motociclista morre após ser atingido por carro dirigido por jovem bêbado no Sul de Roraima
Cooperação entre PF e Polícia da Guiana promove captura de foragidos brasileiros em Georgetown
Detran-RR restitui valores para motoristas de veículos leiloados a partir de 2020