Promotor recomenda cancelamento de festas para evitar colapso na saúde

Cancelamento de festas
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista
Motociclista morre após ser atingido por carro dirigido por jovem bêbado no Sul de Roraima
Desenvolve RR faz prospecção de clientes durante feira em Normandia

A Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde, emitiu nesta quarta-feira, 19 de janeiro, Recomendação ao Prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, e ao Prefeito de Cantá, André Castro, para  o cancelamento e não emissão de qualquer tipo de alvará que autorize festas e eventos que resultem em aglomerações de pessoas pelo menos até a primeira semana do mês março de 2022, compreendido o período do carnaval, devendo realizar análise e acompanhamento diários de casos e internações para endurecimento ou afrouxamento das medidas. 

De acordo com o documento, assinado pelo Promotor de Justiça, Igor Naves, também requer que as Prefeituras realizem intensa fiscalização nos locais onde comumente são realizados eventos de tais natureza e façam cumprir integralmente as políticas de prevenção e combate ao Coronavírus estipuladas pelo Ministério da Saúde, informando e garantindo a execução de providências que venham a ser determinadas nos municípios.

A Recomendação não envolve nenhuma orientação acerca de fechamento de estabelecimentos comerciais, tais como bares, lanchonetes, restaurantes e até mesmo de locais destinados a eventos. Também não é objetivo do Ministério Público a suspensão ou proibição de quaisquer atividades, sendo que a preocupação é tão somente de se evitar eventos ou atividades com grandes aglomerações neste período de ascendência da curva de casos COVID-19 e Influenza, visando evitar o colapso nos sistemas público e privado de saúde nestas cidades.

O promotor levou em consideração que, nas últimas 24 horas, foram incluídos 673 novos casos para Covid-19, cuja soma registrada nos dezoito primeiros dias de janeiro se aproxima de 5.000 pessoas positivadas, o que significa um aumento de mais de 800% (oitocentos por cento) em relação aos casos registrados em todo mês de dezembro de 2021.  

“Também devemos considerar que, por conta do aumento de novos casos de Covid-19 e Influenza, há um número significativo de profissionais de saúde e de outros servidores que atuam no atendimento dessa demanda junto a hospitais e UBS’s afastados por contágio, o que tem sobrecarregado ainda mais o sistema de saúde”, ressaltou o Promotor Igor Naves. 

Os Prefeitos têm prazo de 10 (dez) dias para informar a respeito do atendimento da Recomendação do MPRR, inclusive acerca das medidas adotadas.

Fonte: MPRR

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

PF deflagra operação para combater desvio de recursos da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima
Polícia Civil prende homem condenado por estupro de crianças
Abertas vagas para processo seletivo de bolsistas para Embrapa RR
Polícia Civil cumpre cinco mandados de prisão preventiva contra acusados de homicídio em Alto Alegre
FICCO-RR PRENDE UMA PESSOA POR TRÁFICO DE DROGAS EM BOA VISTA
Polícia Civil cumpriu mandados de prisão e apreensão para esclarecer morte de casal
PL que altera lei de regularização fundiária de Roraima possui 37 emendas propostas por comissão especial da ALE-RR
Polícia Civil esclarece fraude Imobiliária, localiza suspeito de estelionato e apreende veículos