Iracema – Polícia Federal deflagra operação de combate ao crime organizado em Boa Vista, Mucajaí e Iracema

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista
Motociclista morre após ser atingido por carro dirigido por jovem bêbado no Sul de Roraima
Desenvolve RR faz prospecção de clientes durante feira em Normandia

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (31/08) a operação Presente de Grego, com o objetivo de desarticular a estrutura regional de facção criminosa que atua dentro e fora do sistema prisional em todo o país.

Mais de cem policiais federais cumprem 45 mandados expedidos pela Vara de Entorpecentes e Organização Criminosa da Justiça Estadual em Roraima, após representação da Autoridade Policial e manifestação favorável do Ministério Público Estadual.São cumpridos 24 mandados de prisão preventiva e 21 de busca e apreensão, nos municípios de Boa Vista, Mucajaí e Iracema – no Estado de Roraima – e em Humaitá, interior do Amazonas.As investigações iniciaram em junho deste ano, após a prisão em flagrante de um suspeito que participaria de um “plano de reestruturação” da organização criminosa em Roraima.Segundo o inquérito policial, os próprios faccionados estariam queixosos das dificuldades em preencher os “cargos” da organização, em razão das sucessivas atividades da PF no estado, de forma que a facção teria enviado criminosos de outras unidades da federação para coordenarem a reestruturação do grupo.Em apenas dois meses foram identificadas as novas lideranças no estado, inclusive constatando o retorno de alguns condenados por participação em organização criminosa à “linha de frente” de atuação do grupo.Dos 24 alvos dos mandados de prisão, 19 já foram indiciados ou condenados por envolvimento com outros crimes, e, desses, ao menos sete também possuem o registro de passagens pelo Juízo da Infância e Juventude pela prática de atos infracionais análogos a crimes como participação em organização criminosa e homicídio.Os crimes imputados aos investigados são participação em organização criminosa, com uso de arma de fogo e com agravamento da pena para quem exerce o comando da organização, bem como o crime de tráfico de drogas. As penas destes crimes, somadas, podem ultrapassar os 25 anos de prisão.A ação também conta com o apoio das polícias Civil, Militar e Penal de Roraima.Presente de Grego – O nome da operação faz referência à expressão popular na qual um presente, geralmente algo benéfico, traz algum prejuízo para o recebedor, ao contrário do esperado, por se tratar de data na qual os criminosos comemoram o início das atividades da Organização Criminosa.

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

PF deflagra operação para combater desvio de recursos da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima
Polícia Civil prende homem condenado por estupro de crianças
Abertas vagas para processo seletivo de bolsistas para Embrapa RR
Polícia Civil cumpre cinco mandados de prisão preventiva contra acusados de homicídio em Alto Alegre
FICCO-RR PRENDE UMA PESSOA POR TRÁFICO DE DROGAS EM BOA VISTA
Polícia Civil cumpriu mandados de prisão e apreensão para esclarecer morte de casal
PL que altera lei de regularização fundiária de Roraima possui 37 emendas propostas por comissão especial da ALE-RR
Polícia Civil esclarece fraude Imobiliária, localiza suspeito de estelionato e apreende veículos