960x300

PF prende duas pessoas por crimes ambientais e porte ilegal de arma de fogo em Roraima

Aprovado PL que reduz cálculo-base do ICMS em produtos importados via remessas postais ou expressas
Revisão de dados indica recuo em número de jovens nem-nem
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista

A Polícia Federal prendeu em flagrante duas pessoas pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e por crime ambiental, no último domingo,9, em Boa Vista/RR.

A ação ocorreu quando a Marinha do Brasil interceptou seis indivíduos em uma embarcação no Rio Catrimani. Durante a abordagem, foram descobertos materiais destinados ao garimpo ilegal, além de um revólver, gramas de substância entorpecente, mercúrio, uma antena Starlink e oito galões de combustível. Estes itens estavam sendo transportados para um garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami (TIY).

Diante dos fatos, a Polícia Federal prendeu duas pessoas em flagrante pelos crimes ambientais e porte ilegal de arma de fogo. Um dos autuados seria o proprietário da embarcação e do garimpo para o local em que os demais tripulantes se dirigiam.

Além disso, a Polícia Federal efetuou, no sábado (8/6), a prisão de outras três pessoas que navegavam pela Terra Indígena Yanomami e que estavam envolvidas na extração ilegal de minérios.

Fonte: PFRR

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

PF prende passageiro em flagrante por crime de usurpação de bens da União
Revisão anual dos servidores estaduais vai ser discutida durante audiência pública na ALE-RR
Aprovado PL que reduz cálculo-base do ICMS em produtos importados via remessas postais ou expressas
PRF apreende semirreboque adulterado em Roraima
Sindicatos de servidores estaduais solicitam apoio de presidente da ALE-RR para reajuste salarial
PRF prende motorista por Uso de Documento Falso no Cantá
Assembleia Legislativa cria comissão especial para apurar indícios de irregularidades no Governo de Roraima
População pode sugerir prioridades de investimento para Roraima