Justiça de Roraima recusa transferência de jovem acusado de matar duas nmulheres em acidente

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista
Motociclista morre após ser atingido por carro dirigido por jovem bêbado no Sul de Roraima
Desenvolve RR faz prospecção de clientes durante feira em Normandia

Em uma decisão recente, a Justiça de Roraima negou, nesta segunda-feira (30), um pedido de transferência de Fernando Takao Marisihiqui Filho, 23 anos, para o Comando de Policiamento da Capital (CPC). Takao é acusado de provocar um acidente fatal que resultou na morte da fisiculturista Ariane Real da Silva, 31 anos, e de sua amiga Layse Sampaio da Conceição, 28 anos, em Boa Vista.

Contexto do Acidente

O trágico acidente ocorreu na Avenida Ville Roy, em Boa Vista. Segundo as investigações, Takao dirigia um Camaro em alta velocidade quando colidiu com o veículo onde estavam Ariane e Layse. O impacto foi tão violento que Ariane morreu instantaneamente, enquanto Layse, gravemente ferida, veio a falecer no hospital.

Pedido de Transferência Negado

Fernando Takao, que está detido na Penitenciária Agrícola do Monte Cristo (Pamc) desde o domingo (29), teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça de Roraima. A defesa do acusado argumentou pela transferência, alegando que ele, sendo filho de um ex-policial, correria riscos na penitenciária. No entanto, o juiz plantonista Luiz Fernando Malle considerou que não havia evidências suficientes para justificar essa alegação.

Análise Jurídica

O juiz Malle destacou a importância do devido processo legal, observando que o pedido de habeas corpus para transferência foi apresentado diretamente à segunda instância, omitindo uma etapa crucial do processo. Ele enfatizou que tais pedidos devem ser inicialmente avaliados pelo juízo competente, evitando a supressão de instância.

Situação Atual do Acusado

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) confirmou que Fernando Takao está na Pamc desde domingo e assegurou que o processo de inclusão seguirá os trâmites legais padrões, respeitando a determinação judicial.

Mudança na Tipificação do Crime

Inicialmente, Takao foi autuado por homicídio culposo, mas a tipificação foi alterada para homicídio com dolo eventual, uma decisão apoiada pelo Ministério Público diante das evidências de que ele estava embriagado e dirigindo em alta velocidade.

Conclusão

Este caso chama a atenção para as graves consequências da combinação de álcool e alta velocidade no trânsito, e destaca a importância do cumprimento estrito dos procedimentos legais em todas as fases do processo judicial. A decisão da justiça de Roraima reforça o compromisso com a justiça e a segurança pública, enquanto o luto pelas vidas perdidas no trágico acidente permanece.

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

PF deflagra operação para combater desvio de recursos da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima
Polícia Civil prende homem condenado por estupro de crianças
Abertas vagas para processo seletivo de bolsistas para Embrapa RR
Polícia Civil cumpre cinco mandados de prisão preventiva contra acusados de homicídio em Alto Alegre
FICCO-RR PRENDE UMA PESSOA POR TRÁFICO DE DROGAS EM BOA VISTA
Polícia Civil cumpriu mandados de prisão e apreensão para esclarecer morte de casal
PL que altera lei de regularização fundiária de Roraima possui 37 emendas propostas por comissão especial da ALE-RR
Polícia Civil esclarece fraude Imobiliária, localiza suspeito de estelionato e apreende veículos