Hospital de Retaguarda é reaberto após aumento dos casos de Covid-19

Hospital de Retaguarda
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista
Motociclista morre após ser atingido por carro dirigido por jovem bêbado no Sul de Roraima
Desenvolve RR faz prospecção de clientes durante feira em Normandia

De acordo com os últimos relatórios da Coordenadoria Estadual de Vigilância em Saúde ( CGVS ) que comprovam o aumento substancial dos casos de covid-19 em Roraima, o governador Antonio Denarium determinou a reativação da ala do Hospital de Retaguarda destinada para o atendimento exclusivo de pacientes acometidos da doença.

A decisão foi anunciada neste sábado (15), em uma reunião com os gestoras da saúde estadual que expuseram ao governador os últimos números e demonstraram total preocupação com a evolução dos casos em Roraima.

Para a coordenadora da Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira, o aumento de casos confirma a presença na nova variante Ômicron e demonstra a contaminação entre as pessoas que se recusaram ou não buscaram a vacinação.

“Nas últimas semanas houve uma evolução de uma média de 80 contaminados semanalmente para mais de 2 mil casos. Isso coloca todo sistema de saúde, em todas as esferas, em alerta. O governador Antonio Denarium assim que recebeu o relatório nos convocou imediatamente para redefinir as ações e garantir um atendimento rápido as demandas da população”, afirmou Valdirene, ao destacar a importância da vacinação como grande vetor de combate ao alastramento do vírus.

O governador Antonio Denarium ouviu atentamente aos médicos, gestores e técnicos que colocaram todas as possibilidades de atendimento à população e de imediato pediu um plano de ação que começa com a reativação da Ala de covid-19 do Hospital de Retaguarda.

“A estrutura do hospital está pronta e preparada para atender todos os pacientes que necessitam de cuidados e internações. O Hospital Estadual de Retaguarda está ativo e preparado para atendermos os pacientes que necessitarem de internações e cuidados avançados”, disse o governador.

No ofício enviado às prefeituras, o Governo do Estado apresentou dados que auxiliaram na decisão da reabertura da ala destinada para pacientes com covid-19 no Hospital Estadual de Retaguarda. Conforme a CGVS, nas últimas semanas de 2021 houve aumento no número de testes RT-PCR, no entanto a circulação do coronavírus não era significativa e houve poucos casos confirmados, portanto, baixa positividade dos testes. 

No entanto, logo no início de janeiro de 2022, houve um expressivo crescimento no número de casos confirmados de covid-19, fazendo a taxa de positividade, que no mês de dezembro era de 2,6%, saltar para 22,9% nos nove primeiros dias de 2022.

A análise de risco da CGVS aponta que o aumento substancial no número de casos é um indicativo de circulação da cepa Ômicron. Além disso, também aponta que a baixa cobertura vacinal para segunda dose e dose de reforço colaborou para o atual cenário.

Fonte: Secom Roraima

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

PF deflagra operação para combater desvio de recursos da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima
Polícia Civil prende homem condenado por estupro de crianças
Abertas vagas para processo seletivo de bolsistas para Embrapa RR
Polícia Civil cumpre cinco mandados de prisão preventiva contra acusados de homicídio em Alto Alegre
FICCO-RR PRENDE UMA PESSOA POR TRÁFICO DE DROGAS EM BOA VISTA
Polícia Civil cumpriu mandados de prisão e apreensão para esclarecer morte de casal
PL que altera lei de regularização fundiária de Roraima possui 37 emendas propostas por comissão especial da ALE-RR
Polícia Civil esclarece fraude Imobiliária, localiza suspeito de estelionato e apreende veículos