Comissão de Cultura da ALE-RR deve intermediar encontro entre fazedores de cultura e poder executivo

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Policial militar morre após perder controle de moto e ser atropelado por uma caçamba em Boa Vista
Motociclista morre após ser atingido por carro dirigido por jovem bêbado no Sul de Roraima
Desenvolve RR faz prospecção de clientes durante feira em Normandia

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), Soldado Sampaio, e o deputado Marcos Jorge, ambos do Partido Republicanos, receberam nesta terça-feira, 30, fazedores de cultura de segmentos diversos que reivindicam junto ao parlamento a publicação dos editais para que os artistas possam ter seus projetos contemplados com parcela da verba federal destinada a Roraima, por meio da Lei Paulo Gustavo, de incentivo à produção cultural.

Conforme Thiago Briglia, membro do Comitê Pró-Cultura, por duas vezes o governo estadual fez as disputas públicas obrigatórias, mas ainda não deu nenhum retorno sobre as demandas da sociedade civil nem lançou os editais para a concorrência.

“Nessa reunião com o presidente Sampaio e o deputado Marcos Jorge, ficou encaminhado o chamamento dos representantes da Casa Civil e Secretaria de Cultura [Secult], para que a gente possa se sentar à mesa e entender o que está acontecendo, por que essa demora no lançamento dos editais e a falta de compartilhamento das minutas com a sociedade civil, para nós podermos executar nossos projetos e fazer com que os produtos culturais cheguem aos principais beneficiados. Além de injetar recursos na economia criativa, a gente também tem a oportunidade de levar nossa arte para dentro e fora do Estado. É isso o que queremos”, destacou Briglia.

A professora Lucélia Bento participou da reunião. Ela relata que há muito tempo os atuantes da cultura esperam um avanço na área, que pode ser propiciado com a aprovação da referida norma. Agora, ela espera a execução da lei para pôr em prática um projeto voltado para a educação infantil, que envolve aprendizado e música.

“Meu foco sempre foi educação escolar. A única coisa que tem me salvado e a outros artistas é a lei de incentivo à cultura e a Aldir Blanc. Estamos aqui com um único objetivo: que façam acontecer, porque nós vamos fazer nem que seja com nossos próprios punhos e forças, e é o que temos feito até o dia de hoje”, declarou.

Soldado Sampaio afirmou que, através da Comissão de Cultura e Juventude, presidida pelo deputado Lucas Souza (PL), intermediará um encontro entre a classe local reivindicante e o Poder Executivo para obter respostas.

“Vamos pedir que, mais uma vez, abram as portas do palácio [Senador Hélio Campos, sede do governo estadual] e da Secult para receber esses trabalhadores, para que a gente possa construir a quatro mãos esses editais e eles sejam lançados o quanto antes. O governo tem se apegado a prazos, mas já estão expirando. A data final vai chegar e os editais não foram lançados, muito menos as premiações. Não tem por que esperar. Precisamos entender o que está acontecendo”, frisou Sampaio.

Fonte:SupCom ALE-RR

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

PF deflagra operação para combater desvio de recursos da Secretaria Estadual de Saúde de Roraima
Polícia Civil prende homem condenado por estupro de crianças
Abertas vagas para processo seletivo de bolsistas para Embrapa RR
Polícia Civil cumpre cinco mandados de prisão preventiva contra acusados de homicídio em Alto Alegre
FICCO-RR PRENDE UMA PESSOA POR TRÁFICO DE DROGAS EM BOA VISTA
Polícia Civil cumpriu mandados de prisão e apreensão para esclarecer morte de casal
PL que altera lei de regularização fundiária de Roraima possui 37 emendas propostas por comissão especial da ALE-RR
Polícia Civil esclarece fraude Imobiliária, localiza suspeito de estelionato e apreende veículos