960x300 (1)

Avião espacial ultrassecreto dos Estados Unidos é lançado com sucesso com ajuda da SpaceX

Prefeitura lança edital de chamamento para área de alimentação do festival Mormaço Cultural
Banco Central comunica vazamento de dados de 39 mil chaves Pix
Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 9 milhões
Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio estimado em R$ 120 milhões

Na noite de quinta-feira, 28 de dezembro, o avião espacial ultrassecreto dos Estados Unidos, X-37B, foi lançado com sucesso ao espaço a partir do topo de um foguete SpaceX Falcon Heavy, na Flórida. Esta marca a sétima missão do X-37B, que integra um programa especial de segurança nacional dos EUA, mantido sob forte sigilo pelo Pentágono, que divulgou poucos detalhes sobre a espaçonave.

O lançamento, que enfrentou mais de duas semanas de atrasos devido a condições meteorológicas adversas e problemas técnicos não especificados, foi aguardado com expectativa. A espaçonave, considerada ultrassecreta devido à escassez de informações divulgadas, tem um histórico de missões que ultrapassam 3.700 dias no espaço desde sua primeira operação em 2010.

Desta vez, a missão do X-37B promete alcançar uma órbita mais elevada, a 35 mil km acima da Terra, embora o governo norte-americano não tenha fornecido detalhes sobre a altitude específica da órbita planejada. O Gabinete de Capacidades Rápidas da Força Aérea anunciou que a missão envolverá testes de “novos regimes orbitais, experimentando futuras tecnologias de reconhecimento do domínio espacial”.

Além disso, analistas especulam que a espaçonave pode explorar regiões do espaço próximas à Lua, embora o desafio do retorno seguro à Terra aumente à medida que se aproxima da Lua. O X-37B também participa de um experimento da NASA, estudando como as sementes das plantas são afetadas pela exposição prolongada à radiação no ambiente hostil do espaço.

Este experimento tem implicações cruciais para futuras missões espaciais de longo prazo, como aquelas planejadas para a Lua ou Marte, onde a capacidade de cultivar alimentos no espaço é vital para garantir a nutrição dos astronautas. Com o tamanho aproximado de um pequeno ônibus e um design reminiscente de um ônibus espacial, o X-37B, construído pela Boeing, retornará à Terra no final da missão, descendendo pela atmosfera para um pouso em uma pista semelhante ao de uma aeronave convencional. A expectativa é que a operação desta missão perdure até 2026.

Está gostando do conteúdo ? Compartilhe!

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email
Print

Confira mais ...

Espanha conquista o tetracampeonato da Eurocopa
Operação CATRIMANI II destrói 11 pistas de pouso utilizadas em atividades de garimpo ilegal
Conselheiros dos Tribunais de Contas do Brasil visitam Boa Vista para conhecer iniciativas voltadas para desenvolvimento infantil
Promulgada lei que libera R$ 1,62 BI para proteção de território Ianomâmi
Prefeitura lança edital de chamamento para área de alimentação do festival Mormaço Cultural
Abertas inscrições para o prêmio Sebrae Mulher de Negócios
Ex-deputada estadual Marília Pinto assume Superintendência de Programas Especiais da Assembleia Legislativa
Polícia Civil prende dois homens por violência doméstica